[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Colchões: Son(h)o reparador ou insónia permanente?

“Recebi um telefonema de uma empresa de Gaia a convidar-me para rastreios de saúde no Hotel Tivoli, em Coimbra.

Ali chegados, mil e uma demonstrações de colchões multifunções.
Convenceram-me a adquirir um colchão (ap. Health to Dream Premium c/ vibromassagem) no montante de 5 400 euros, coberto por um crédito da COFIDIS.
Expliquei que a cama não era normal. Que não havia problemas. Que arredondariam as extremidades. E assim sucedeu. E que o colchão poderia ficar à experiência por 30 dias.
Das condições gerais do contrato consta tão somente – 1.ª : “O comprador tem o direito de retracção/resolução deste contrato no prazo de catorze dias a contar da assinatura do mesmo ou da data da recepção do produto adquirido, se esta for posterior, o que deverá ser feito por carta registada com aviso de recepção dirigida à sede da vendedora…”
Nada mais consta a este respeito. Ler + (...)

Sem comentários: