[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Estado pagou quatro milhões de euros indevidos em prestações por morte

Auditoria do Tribunal de Contas ao sistema previdencial conclui que entre os quatro milhões de euros, 3,7 milhões são referentes a pensões de sobrevivência cessadas, em 2016 e 2017, mais de um ano após o óbito dos beneficiários. Para o TdC é suscetível multa para os membros do Conselho Diretivo do Instituto da Segurança Social e para o Diretor do Centro Nacional de Pensões.

O Estado teve um prejuízo de quatro milhões de euros com o pagamento indevido de pensões de sobrevivência e de direito próprio a falecidos, entre 2016 e 2017. A conclusão é de uma auditoria do Tribunal de Contas (TdC) às prestações por morte do sistema previdencial, divulgada hoje. Ler + (...)

Sem comentários: