[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Mensagem aos conimbricenses: “Pobres sempre tereis”!

A expressão evoca o dever primário de uma qualquer comunidade: que em seu seio não haja um pobre sequer!

Que se a comunidade, no seu esteio e nas redes de que se tece, se congraçar, acudirá a quantos careçam do elementar para que tal condição se esvaneça.
“Os que podem aos que precisam”, proclama-se noutros quadrantes! Como que a complementar propósitos.
Nem sempre com a expressão com que o apelo ecoa por entre os ensurdecidos ouvidos da turba.
“Promover a dignidade da vida humana, colmatando situações de carência e concorrendo para o bem-estar dos mais desprotegidos”, eis o escopo da Casa dos Pobres de Coimbra, em admirável síntese que é expressão dos sentimentos que os seus mentores (e os que se lhes seguiram) albergam.
Num mundo tecido de acendrados egoísmos, é cada vez mais instante perscrutar os sinais da comunidade envolvente, detectar sinais de hipossuficiência e hipervulnerabilidade, suprir necessidades, reparar as injustiças sociais que se vão espargindo como nódoa social insusceptível de se dissolver num qualquer detergente de largo espectro… Ler + (...)

Sem comentários: