[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

No futuro não precisaremos da carteira

Os métodos de pagamentos estão em profunda mutação. A entrada em cena das FinTech, os efeitos das regulação recente e a alteração dos padrões de consumo vão fazer com que o dinheiro se torne cada vez mais digital.

Como será o dinheiro do futuro?
 
Hélder Rosalino, Administrador do Banco de Portugal

Em 2017, o numerário foi utilizado em 60% dos pagamentos em Portugal, num total de 3,3 mil milhões de operações e com uma taxa média de crescimento anual de 4% desde 2015. Foram realizadas 1,6 mil milhões de operações com cartão, mais 9% ao ano. O cheque continuou a diminuir, em média, 10% ao ano. Os débitos diretos e as transferências representaram, cada um, 5% do total de pagamentos e ambos cresceram, em média, 5% ao ano. Identifica-se uma tendência crescente de utilização de instrumentos de pagamento eletrónicos. Mas, mesmo estes têm registado recentes alterações. Ler + (...)

Sem comentários: