[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

UE protege consumidores de publicidade excessiva na TV

Com as ofertas audiovisuais a crescer a olhos vistos todos os dias, a União Europeia impôs quota máxima para períodos de publicidade tanto na televisão como nas novas plataformas.

O Parlamento Europeu quis assegurar que os consumidores estão tão protegidos ao verem televisão de forma linear como ao verem conteúdos em streaming nas plataformas como o Netflix ou o YouTube. Por isso mesmo, em relação à publicidade, para prevenir pausas comerciais demasiado longas, o Parlamento definiu uma quota máxima de 20% de conteúdo publicitário entre as 6h e as 18h, com os canais a poderem ajustar os períodos de publicidade como mais lhes convier.

Já para promover a diversidade cultural e os conteúdos europeus, 30% têm de ter origem no bloco, seja nas estações de televisão, seja nos serviços de vídeo a pedido. Ler + (...)

Sem comentários: