[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 21 de março de 2019

Portugal não vai ter “taxa Google”. Pelo menos para já

Já era esperado o chumbo da proposta do Bloco de Esquerda que queria taxar as plataformas de serviços digitais. PSD, CDS e PS votaram ontem contra a taxa de 3% sobre o volume de negócios de gigantes digitais como a Google e a Facebook em Portugal.

O objetivo era cobrar cerca de 60 milhões de euros por ano a estas empresas que ganham dinheiro com a publicidade e que não pagam impostos em Portugal, e aplicar depois esta receita para apoiar projetos na área da comunicação social e no combate às fake news.
A ideia não é nova e tem sido seguida noutros países que defendem que estas empresas conseguem contornar a aplicação de impostos nos países onde operam, não criando riqueza a nível local. Mas mesmo na União Europeia a proposta não teve sucesso, e acabou por ser abandonada depois de ter sido chumbada na reunião de ministros das Finanças da União Europeia em Bruxelas devido à falta de consenso sobre a introdução do imposto, mesmo numa versão simplificada, tal como a taxação da publicidade digital, sugerido pela Alemanha. Ler + (...)

Sem comentários: