[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Condutores continuam a retirar filtros de partículas para não pagar mil euros na aplicação de um novo

Apesar de ilegal, desde 2009, não existe fiscalização sobre a retirada dos filtros de partículas para a prática que continua a ser comum, noticia o Público.

A remoção do filtro de partículas de carros a gasóleo é ilegal desde 2009, mas a prática continua a ser comum. Para evitar pagar mil euros na aplicação de um novo filtro para reter quase 80% das emissões produzidas pelo escape de um automóvel a gasóleo, muitos proprietários preferem pagar 400 euros a uma oficina para retirar esse mesmo filtro, noticia o “Público” esta segunda-feira, 3 de junho.
Segundo o matutino, há várias oficinas a oferecer a possibilidade de retirar o filtro de partículas aos automobilistas que fazem uma utilização tipicamente urbana da viatura. Contudo, quem opta por retirar este filtro sabe que o automóvel irá continuar a funcionar, terá uma manutenção menos onerosa e que quando o veículo for à inspeção obrigatória não haverá forma de detetar se este tem ou não o filtro. Ler + (...)

 

Sem comentários: