[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Jornal Oficial de 20.6.2019

Uma situação em que um veículo que estava há mais de 24 horas estacionado numa garagem privada de um imóvel começou a arder, provocando um incêndio que teve origem no circuito elétrico do veículo, e causou danos nesse imóvel está abrangida pelo conceito de «circulação de veículos» na aceção da diretiva relativa ao seguro de responsabilidade civil automóvel

Em agosto de 2013, um veículo que estava há mais de 24 horas estacionado na garagem de um imóvel começou a arder e causou danos. O incêndio teve origem no circuito elétrico do veículo. O proprietário do veículo tinha subscrito um seguro de responsabilidade civil que resulta da circulação de veículos automóveis na Línea Directa Aseguradora, S.A. (a seguir «Línea Directa»). O imóvel estava segurado na Segurcaixa, Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros (a seguir «Segurcaixa») e a sociedade proprietária do imóvel foi indemnizada no montante de 44 704,34 euros pelos danos causados ao imóvel pelo incêndio do veículo. Ler + (...)

Sem comentários: