[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Rendas longas: AT pode exigir devolução de IRS 20 anos depois

O PS quer que o Fisco possa recuperar, nem que seja 20 anos depois, o IRS "poupado" por senhorios com rendas longas, que tenham interrompido esses contratos sem justa causa. 

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) vai passar a poder exigir aos senhorios que não levem os contratos de arrendamento de longa duração até ao fim a devolução do imposto “poupado” à boleia da redução de IRS prevista para este tipo de contratos, nem que seja 20 anos depois, avança o Jornal de Negócios (acesso pago). Esta é uma proposta do PS e surge no âmbito da proposta de lei do Governo, que leva a cabo alterações aos vários códigos fiscais.

De acordo com a proposta socialista, deverá ficar suspenso, nestes casos, o prazo de caducidade durante o qual o Fisco pode liquidar um imposto em falta, que é em regra de quatro anos. Isto é, nem que seja 20 anos depois, a AT poderá exigir esse valor. Por exemplo, um proprietário que estabeleceu um contrato de 20 anos, mas mandou o inquilino embora sem justa causa a meio desse período, terá de devolver ao Estado o valor de IRS que deixou de pagar nos anos em que beneficiou da redução, ao qual se somam juros compensatórios. Ler + (...)

Sem comentários: