[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Arrendamento Acessível custa 20 milhões por ano ao Governo

O Programa de Arrendamento Acessível, com cerca de dois meses, deverá custar 20 milhões de euros por ano ao Governo, adiantou o ministro das Finanças. 

Arrancou em julho e pretende dar uma resposta à falta de casas no mercado. Mas tem custos. O Programa de Arrendamento Acessível (PAA) deverá custar ao Governo cerca de 20 milhões de euros por ano, estimou o ministro das Finanças ao Jornal de Negócios (acesso pago). Esse custo está relacionado com as isenções de IRS e de IMI concedidas aos proprietários.
Questionado sobre os custos do PAA, Mário Centeno começou por explicar que havia “duas visões” do encargo orçamental. A primeira que diz que o custo é zero na medida em que “se o programa não existisse não havia receita nenhuma, logo não pode haver perda de receita”, e a segunda que “é saber se existe desvio da receita pois, na verdade, a atividade económica não deixaria de existir mesmo que não houvesse estas medidas”. Ler + (...)

 

Sem comentários: