[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Idosos: a hipocrisia das prioridades no atendimento


“Tomo Lisboa em trânsito para Itália, em voo da transportadora aérea portuguesa.
O voo de conexão estaria aprazado para cerca de cinco horas mais tarde.
Longas filas na polícia de fronteira, em Lisboa.
A conferência dos passaportes tardava.
Como em idade de beneficiar da prioridade, deslocámo-nos para a fila respectiva.
Recusaram-nos a prioridade porque isso seria pretexto para ultrapassarmos todos os mais. Citámos o exemplo do Brasil em que os idosos têm prioridade. Sem sucesso. Invocámos o facto de estarmos na iminência de perder a conexão, o voo de ligação para Itália. Não se deixaram comover.
Resultado: perdemos mesmo o voo de ligação. Estivémos mais de 5 horas nas filas do aeroporto.
A imagem de um País, de que tanto gostamos, sai chamuscada com incidentes destes e as horas a fio nas filas de espera para uma simples conferência de passaportes.”
Lamentável, observação nossa!
Portugal sempre alinhou, em matéria de atendimento, nas preocupações com as pessoas com deficiência ou incapacidade, os idosos, as gestantes, as lactantes…
A lei, que remontava a 1999, para o atendimento em serviços públicos, veio a dar lugar a uma outra – para valer tanto em espaços públicos como privados – em 2016.
Só se excluem do seu âmbito: Ler + (...)

Sem comentários: