[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

"Portugal deixou de investir na segurança rodoviária". Números "estão aí"

A Associação para a Promoção de uma Cultura de Segurança Rodoviária (GARE) considerou hoje que "Portugal deixou de investir em segurança rodoviária", alegando que "os números estão aí para provar".

Segundo a GARE, o recente relatório de sinistralidade rodoviária da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), referente às vítimas a 30 dias no ano de 2018, confirma de "forma inequívoca, aquilo que a GARE vem afirmando repetidamente sobre o aumento da sinistralidade rodoviária em Portugal".

"Desde 2010 que os números da sinistralidade rodoviária em Portugal têm vindo a baixar de forma lenta, mas sistemática, tendo os registos de vítimas mortais a 30 dias, os únicos em que devemos confiar, passando de 937 em 2010 para 563 em 2016. Mas em 2017 voltamos a registar 602 vítimas mortais e em 2018 o registo subiu para 675 vítimas mortais, apenas inferior ao registo de 2012", refere a associação GARE. Ler + (...)

 

Sem comentários: