[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Afinal, devemos retirar o bolor da comida e aproveitar o resto?

Não mata, mas mói...

A presença de bolor nos alimentos é um dos sinais da sua deterioração. Porém, na tentativa de evitar o desperdício alimentar, há quem opte por remover a parcela bolorenta e consumir o resto. Mas, ainda que o bolor aparente estar apenas à superfície, as suas raízes podem estar no interior dos alimentos, o que faz com que a remoção da parte visível não seja suficiente para extrair a parte infectada.

Segundo o gastroenterologista norte-americano Rudolph Bedford, apesar de algumas substâncias produzidas pelo bolor poderem ser prejudiciais para a saúde - como as micotoxinas -, estas não são fatais e podem ser digeridas "como qualquer outro alimento", explicou à revista Women's Health. Já a aflatoxina, produzida por bolores, é uma substância cancerígena perigosa. Ler + (...)

Sem comentários: