[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Como rendas das casas dispararam (e onde são mais caras e mais baratas)

O valor mediano das rendas de habitação estabelecidas nos novos contratos de arrendamento celebrados no primeiro semestre deste ano registou uma taxa de variação homóloga de +9,2%, fixando-se em cinco euros por metro quadrado, revelou esta quinta-feira o INE.

"No 1.º semestre de 2019 (últimos 12 meses), o valor mediano das rendas dos 71.369 novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares em Portugal atingiu 5,00 Euro/m2, aumentando 9,2%. Diminuiu, contudo, o número de novos contratos celebrados (variação de -10,5%) relativamente ao mesmo período do ano anterior", informou o Instituto Nacional de Estatística (INE).
Lisboa apresentou o valor da renda mais elevado do país (11,71 Euro/m2), destacando-se as freguesias de Santo António (14,12 Euro/m2), da Misericórdia(14,03 Euro/m2) e Parque das Nações (13,67 Euro/m2) com os valores medianos de rendas da habitação mais elevados e Carnide (+20,5%) e Avenidas Novas (+20,1%) com as maiores taxas de variação homóloga. Ler + (...)

Sem comentários: