[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Europeus querem regras nas trotinetas


Em muitas cidades europeias não há regras para a circulação das trotinetas e a urgência é grande para especialistas reunidos em Lisboa. 

Nesta edição do AUTOCLUBE Jornal olhamos para a arte rara do restauro de radiadores de clássicos. Em Fronteira, arrancam as 24 horas TT com muitas estrelas.Ver mais

Abre em Lisboa apartamento de autonomização para jovens LGBTI

A Câmara Municipal de Lisboa em parceria com uma associação de solidariedade social abre em dezembro o primeiro "apartamento de autonomização" para jovens LGBTI entre os 16 e os 23 anos, foi hoje anunciado.

 Numa nota do gabinete do vereador responsável pelos pelouros da Educação e dos Direitos Sociais, Manuel Grilo (BE, partido que tem um acordo de governação da cidade com o PS), é referido que o apartamento irá abrir em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, numa parceria entre a autarquia e a Casa Qui - Associação de Solidariedade Social.

"Através do seu Gabinete de Apoio à Vítima para Juventude Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (GAV - JLGBTI), a Casa Qui identificou a necessidade de uma valência de acolhimento para dar resposta a situações-tipo para as quais não há qualquer resposta a nível nacional", lê-se na nota. Ler + (...)

Terá que trabalhar mais um mês em 2021 para se reformar

A idade legal de acesso à reforma deverá aumentar um mês em 2021, para os 66 anos e seis meses, com base nos dados publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre a esperança média de vida.

 A estimativa provisória da 'Esperança de Vida aos 65 anos', para o período 2017-2019, é 19,61 anos", informou hoje o INE.

A partir deste indicador pode antecipar-se que a idade legal de acesso à reforma vai aumentar um mês, até aos 66 anos e seis meses, em 2021, face à idade fixada para este ano e o próximo, de 66 anos e cinco meses. Ler + (...)

Garantias de Bens e Serviços

https://dl-web.meocloud.pt/dlweb/d46zEI-dCJNdGgEXEky0MQ/download/Brochura%20garantiasvs5.pdf?public=29335647-c319-45d2-abac-d5ff463a65bb


Revista de Direito Financeiro e dos Mercados de Capitais (RDFMC)


Revista de Direito Financeiro e dos Mercados de Capitais (RDFMC)

A Revista de Direito Financeiro e dos Mercados de Capitais (RDFMC) é uma publicação bimensal, gratuita e online, dedicada ao estudo, investigação e divulgação do Direito bancário, do Direito dos valores mobiliários e do Direito dos seguros, em todas as suas dimensões: (i) material; (ii) institucional; e (iii) regulatória.
Call for papers até ao final do mês de Janeiro.  Ver mais

MI dispara em 2020. Fisco vai actualizar coeficientes de localização das casas





O aumento do valor do coeficiente de localização dos imóveis (usados para determinar o valor patrimonial tributário das casas) vai fazer disparar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em Lisboa, Porto e Algarve, a partir de 2020. O imposto deverá subir 30% em Lisboa, 15% no Algarve e 10% no Porto.


Os novos valores do coeficiente de localização, terão de ser aprovados ainda pelo Fisco. A concretizar-se, asubida deste imposto será aplicada aos prédios adquiridos e reabilitados a partir da entrada em vigor dos novos coeficientes de localização, a 1 de Janeiro de do próximo ano. Ler + (...)

Amianto ameaça alunos em todo o país. Veja a lista das 127 escolas em risco

São 127 as escolas em todo o país, incluindo ilhas, com amianto, uma substância cancerígena, segundo uma lista divulgada pelo Sindicato de Todos os Professores (S.T.O.P), a que o “Correio da Manhã” (CM) teve acesso.

André Pestana, dirigente do S.TO.P., diz, no entanto, que esta é apenas «a ponta do icebergue», sublinhando que em alguns estabelecimentos de ensino «há amianto não só nas estruturas de fibrocimento mais visíveis, mas também pode existir no chão e tectos falsos». A situação é «muito grave», insiste. Alunos, adultos que trabalham nos edifícios e até pais e encarregados de educação «estão expostos» e «sujeitos a apanhar cancro quando vêm à escola trazer os filhos». Ler + (...)

Frigoríficos, máquinas de lavar loiça ou roupa, micro-ondas, televisores, computadores ...Uma nova vida para os nossos "monstros" domésticos

Com o intuito de proporcionar aos eletrodomésticos e equipamentos elétricos considerados lixo uma "segunda vida" e evitar que continuem a contaminar o ambiente, um projeto ibérico adotou uma nova gestão com vista à recuperação destes "monstros" domésticos.

São inúmeros os frigoríficos, máquinas de lavar loiça ou roupa, micro-ondas, televisores, computadores, ferros de engomar e outros equipamentos que, quase todos os dias, chegam às instalações da Lipor — Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto.
Aqui, estes equipamentos, que às vezes são entregues em mãos pelos consumidores e outras tantas abandonados na berma da estrada ou junto de contentores de lixo, pernoitam numa “pequena caixa”. E é nesta caixa, semelhante a um contentor de mercadorias, que aguardam pelo seu fim. Ler + (...)

XXX Aniversário da apDC

Gadgets, roupa e até bacalhau. Na Black Friday, há descontos para todos os gostos

Este é o dia dos descontos e rara é a marca que não oferece promoções na Black Friday. Em várias áreas, desde supermercados a clubes de futebol, pode comprar artigos a metade do preço normal. 

Chegou finalmente a última sexta-feira de novembro, quando se celebra a Black Friday. Este dia tem vindo a ser bastante antecipado, e este ano as promoções até começaram a aparecer mais cedo. Algumas marcas têm descontos no site já desde o início da semana, tentando prolongar o período de compras e algumas vão até estender-se até segunda-feira, Cyber Monday, 2 de dezembro.

As promoções da Black Friday multiplicam-se, e hoje em dia, rara é a marca que não adere. Desde supermercados a clubes de futebol, passando por lojas de moda e canais de televisão, veja os descontos exclusivos deste evento, que teve origem nos Estados Unidos e ocorre logo após o Dia de Ação de Graças. Ler + (...)

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames

O Governo quer reduzir as desigualdades no acesso ao ensino superior e, a partir do próximo ano, algumas escolas do profissional vão poder enviar alunos para o superior sem exames nacionais. 

 Os diplomados dos cursos profissionais vão poder candidatar-se ao ensino superior sem terem de fazer exames nacionais, como acontece com os estudantes do ensino secundário. Trata-se de uma nova via de acesso, através da ponderação da nota final do curso profissional e da prova de aptidão profissional, avançou o Jornal de Notícias (acesso condicionado).

A medida faz parte do Contrato para a Legislatura até 2023, que é assinado esta sexta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelos reitores e presidentes dos politécnicos. O objetivo passa por alargar a base social do ensino superior, numa altura em que o Governo já deixou claro que ergueu a bandeira da redução das desigualdades no ensino superior. Ler + (...)

Só dois países estão a cumprir metas de Paris sobre o clima. E nenhum deles é Portugal, embora seja um país ambicioso

Quatro anos após o Acordo de Paris, de limitação das emissões de gases com efeito de estufa, apenas dois países do mundo têm metas compatíveis com os objetivos mais ambiciosos, segundo estimativas independentes.

Nas vésperas da 25.ª cimeira da ONU sobre alterações climáticas, em Madrid, os últimos dados da análise científica Climate Action Tracker (CAT) indicam que só Marrocos e a Gâmbia estão no caminho de cumprir as metas de evitar um aquecimento superior a 1,5 graus celsius, e que cinco países caminham para cumprir a meta de menos 02 graus celsius (Butão, Costa Rica, Etiópia, Índia e Filipinas).
O CAT é produzido por duas organizações, a Climate Analytics e o New Climate Institute, e analisa as promessas e políticas climáticas de 32 países/regiões, cobrindo cerca de 80% das emissões globais de gases com efeito de estufa. Ler + (...)

Pensões até 877 euros devem subir 0,7% em janeiro

As pensões até 877 euros deverão subir 0,7% a partir de janeiro do próximo ano. Isto de acordo com os dados provisórios divulgados, esta sexta-feira, pelo INE. 

A partir de janeiro do próximo ano, as pensões mais baixas deverão beneficiar de um aumento normal de 0,7%. De acordo com a estimativa rápida divulgada, esta sexta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística, a variação média do Índice de Preços no Consumidor (IPC) nos últimos 12 meses (e sem habitação) foi de 0,24%. A esse valor acresce um bónus de 0,5%, já que a economia portuguesa cresceu mais de 2% nos últimos dois anos.
Por lei, quando a média do crescimento do PIB nos últimos dois anos ultrapassa os 2%, soma-se 20% desse valor à inflação dos últimos 12 meses, tendo esse “bónus” um limite mínimo de 0,5 pontos percentuais (p.p). Logo, aos 0,24% de inflação provisórios acresce esses tais 0,5%, totalizando uma subida de 0,74% para as pensões mais baixas, taxa que se arredonda para 0,7%. Ler + (...)

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Mais 5 euros. Avaliação bancária sobe para 1.304 euros por metro quadrado

O valor médio de avaliação bancária foi 1.304 euros em outubro, mais cinco euros que o observado no mês precedente, de acordo com os dados divulgados pelo INE.

 A avaliação que os bancos fazem das casas na hora de conceder um empréstimo voltou a subir em outubro e está já acima dos 1.300 euros por metro quadrado. Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta quinta-feira, revelam que o valor médio de avaliação bancária cresceu cinco euros em outubro

"O valor médio de avaliação bancária foi de 1.304 euros em outubro, mais cinco euros que o observado no mês precedente. Este valor representa um aumento de 0,4% relativamente a setembro e de 7,6% face ao mesmo mês do ano anterior", pode ler-se no relatório do INE.
Os números do INE revelam ainda que o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa, a Região Autónoma da Madeira, a Área Metropolitana do Porto, o Alentejo Central e o Alentejo litoral apresentaram valores de avaliação superiores à média nacional (46%, 37%, 22%, 12%, 5% e 3% acima, respetivamente). 
Do lado oposto, as regiões das Beiras e Serra da Estrela, Beira Baixa e Médio Tejo foram as que apresentaram os valores mais baixos em relação à média nacional (-27%, -24% e -23%, respetivamente). 

28/11/19, por Notícias ao Minuto 

Quer tornar o seu Android mais seguro? Há um primeiro passo obrigatório

Uma eliminação periódica de apps faz a diferença para melhorar a segurança do seu dispositivo móvel.

 Se pensa que manter o seu Android seguro é algo difícil e que se encontra vulnerável a ataques de hackers, saiba que o primeiro passo para melhorar a sua segurança pode ser dado precisamente por si, eliminando as apps que já não usa.

Dado que a maioria das apps pedem permissões a certas áreas do smartphone como câmara, contactos ou microfone e que podem ficar sem atualizações depois de algum tempo, é fácil perceber que podem funcionar como portas de entrada para pessoas mal intencionadas. Assim, recomenda-se uma análise periódica às apps que usa ativamente e, caso não tenha mais utilização para elas, considere desinstalá-las do sistema. Ler + (...)

Portugal tem esperança de vida maior do que União Europeia

Portugal tem uma esperança de vida de 81,6 anos, acima da média da União Europeia (80,9), mas 600 mil utentes não tinham médico de família no início deste ano, segundo um relatório hoje divulgado em Bruxelas.

De acordo com o relatório de 2019 sobre a Situação da Saúde na UE, "a esperança de vida em Portugal aumentou substancialmente na última década", nomeadamente com a redução da taxa de mortalidade por doenças cardiovasculares, com Portugal a registar uma média de 81,6 anos (em 2017) acima dos 80,9 da UE. A disparidade entre homens e mulheres era de 6,2 anos, acima da média europeia (5,2).

Apesar da diminuição da mortalidade, os acidentes vasculares cerebrais e a doença cardíaca isquémica são as principais causas de morte, em Portugal, seguindo-se a pneumonia, cancro do pulmão e cancro colorretal. Ler + (...)

Quer vender os seus dados pessoais? O Facebook está disposto a pagar por eles

A forma como o Facebook gere a privacidade e os dados que os utilizadores lhe confiam não é clara. Para além de aproveitar estes dados em proveito próprio, acaba também por dar acesso, indevido, a terceiros.

Este comportamento já foi criticado várias vezes, sempre sem qualquer resultado. A maior rede social da Internet quer agora mudar isso e está disposta a pagar para ter acesso a esses dados. A app Viewpoints chegou e quer recompensar os utilizadores que partilharem os seus dados.
 Mais um caso de recolha de dados dos utilizadores?
Ao Facebook é essencial ter acesso aos dados dos utilizadores. É com esta informação que supostamente consegue gerir os seus serviços e dar aos utilizadores a melhor experiência de utilização. Tem usado várias formas de obter os dados, muitas delas pouco claras e até enganadoras. Ler + (...)

SaúdeSociedade “Falsas urgências” correspondem a mais de 40% dos atendimentos

A falta de médicos de família, sobretudo nas grandes cidades, faz com que os utentes se desloquem aos hospitais.

 Entre 1 de janeiro e 23 de novembro deste ano, 43% dos atendimentos de urgência nos hospitais foram triados como não urgentes, de acordo com a informação divulgada esta quinta-feira, 28 de novembro, pelo “Jornal de Notícias” (JN).

 As designadas “falsas urgências” estão a aumentar – em 2018 a percentagem era de 41,8% e, no ano anterior, de 42% -, porque a falta de médicos de família em faz com que os utentes optem por se deslocar às unidades hospitalares.

Na zona de Lisboa e Vale do Tejo, onde faltam mais médicos de família, metade dos doentes que se dirigem ao hospital recebem pulseiras verdes e azuis, segundo o mesmo jornal. Ler + (...)

Ainda não pagou o IMI? Prazo está mesmo a terminar

Novembro é sinónimo de última prestação do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para quem está a pagar o valor em parcelas. Este mês corresponde à liquidação da segunda prestação em casos em que o valor é superior a 100 euros mas inferior a 500. Por outro lado, corresponde à terceira prestação em situações em que o imposto ultrapassa os 500 euros.

Os proprietários nestas condições terão até ao final do mês de Novembro para regularizar a sua situação. Os meios ao dispor dos proprietários vão deste dinheiro e cheque a débito em conta ou transferência bancária, sendo que a liquidação pode ser efectuada nos balcões dos CTT, Tesourarias dos Serviços de Finanças, balcões de instituições bancárias com protocolo firmado com a Autoridade Tributária e Aduaneira, home banking ou rede de caixas multibanco. Ler + (...)

CAUTELAS E CALDOS DE GALINHA NA COMPRA E VENDA EM LINHA

Não entre em deslizes, siga as directrizes
O Regulador entendeu difundir um sem-número de recomendações para evitar que os consumidores se “estatelem ao comprido” aquando do pagamento de compras em linha por meio de cartão.
Segue-se de perto o que em tais recomendações se insere.
Ei-las:

CONFIANÇA

#1 CREDIBILIDADE
Verificar se o estabelecimento virtual é credível. Se tem referências. Se é de confiança. Se é como tal rotulado. Se não consta dos portais de reclamações. Se os contactos são fiáveis.
Efectue apenas pagamentos a entidades credíveis (que conheça e nas quais confie).
Se habitualmente não lida com a entidade à qual pretende fazer o pagamento, obtenha referências de pessoas próximas e procure informações a tal respeito na Internet.
Confira, por exemplo, em fóruns de discussão, se existem reclamações recorrentes contra tal entidade e verifique se dela há informação de contacto como sede física, telefone, mala electrónica, telecópia, etc.
Suspeite de entidades que se apresentem apenas com contactos de telemóvel.
Seja cauteloso perante ofertas irrecusáveis ou a preços irrisórios, pois correspondem, frequentemente, a situações de fraude!
#2 SEGURANÇA
Confirme se o portal é seguro: se o endereço do site começa por https:// ou se tem o símbolo de um cadeado na barra inferior ou superior da janela do tal site.
Evite aceder a sites da internet a partir de links.
Insira directamente o pretendido endereço de acesso (URL) no browser. Se aceder a determinado site a partir de um link, valide a correspondência entre a designação do serviço e o endereço de acesso. Ler + (...)

Hospital recusou exame a doente que tinha dívidas com 20 anos de taxas moderadoras. Agora vai ter de lhe pagar uma indemnização

O Centro Hospitalar de Leiria vai ter de pagar 2500 euros a paciente que viu recusado um exame por ter uma dívida de 80 euros em taxas moderadoras que remontava ao período compreendido entre 1995 e 2001. À data do exame já as dívidas tinham prescrito.

Escreve o Público esta quinta-feira, 28 de novembro, que o Centro Hospitalar de Leiria (CHL) recusou fazer um exame a um doente porque este tinha uma dívida de 80,62 euros euros que remontava ao período compreendido entre 1995 e 2001.
Agora, a Entidade Reguladora da Saúde condenou o hospital a pagar uma coima de 2500 euros ao cidadão por ter violado o direito de acesso à prestação de cuidados no Serviço Nacional de Saúde. Ler + (...)

União Europeia está a ser "inundada" por brinquedos tóxicos chineses, e a maioria tem marca de segurança do fabricante

Os países da União Europeia estão a ser "inundados" por brinquedos tóxicos, a maioria de plástico e com origem na China, que estão a ameaçar a saúde das crianças, alerta um relatório hoje divulgado.

O documento a que a Lusa teve acesso é da responsabilidade do Gabinete Europeu do Ambiente, uma rede europeia de cerca de 150 organizações não-governamentais de ambiente, de mais de 30 países.
É referido inclusivamente que foram encontradas contaminações perigosas por ftalatos (composto químico para deixar plástico mais maleável e considerado cancerígeno) em crianças em 13 de 15 países analisados.
Segundo os números divulgados pela organização, só este ano as autoridades nacionais bloquearam a venda de 248 modelos de brinquedos, por revelarem em testes níveis ilegais de produtos químicos tóxicos. Ler + (...)

Publicidade e criança, perversidade em aliança

O Natal está à porta!
O universo das crianças é o alvo privilegiado do mercado que oferece toda a pletora de brindes próprios da época.
A publicidade enxameia a pantalha.
As crianças não são poupadas.
E, no entanto, em tema de mensagens dirigidas a/ou envolvendo crianças, eis o enquadramento normativo que rege, em Portugal, uma tal actividade:
“A publicidade especialmente dirigida a menores deve ter sempre em conta a sua vulnerabilidade psicológica, abstendo-se, nomeadamente, de:
Incitar directamente os menores, explorando a sua inexperiência ou credulidade, a adquirir um determinado bem ou serviço;
Incitar directamente os menores a persuadirem os seus pais ou terceiros a comprarem os produtos ou serviços em questão;
Explorar a confiança especial que os menores depositam nos seus pais, tutores ou professores.
“Os menores só podem ser intervenientes principais nas mensagens publicitárias em que se verifique existir uma relação directa entre eles e o produto ou serviço veiculado.”
A Lei das Práticas Comerciais Desleais dispõe de um comando dirigido, em particular, a este universo tão específico: Ler + (...)

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Acabaram-se os números IPv4 na Europa. Já há uma lista de espera a crescer

Depois da entrega do último bloco com um total de 1.022 endereços, as entidades que pretendam ter mais endereços terão de provar não receberam endereços geridos pela RIPE no passado. 

O último bloco de números da Quarta Versão do Protocolo Internet (IPv4) que estava disponível para a Europa foi entregue durante a tarde de segunda-feira – e esse terá sido o momento oficial do esgotamento dos números que suportam os diferentes endereços e acessos à Net no "velho continente". As entidades que solicitarem à Rede de IP Europeia (RIPE, na sigla em francês) um endereço em IPv4 terão de ir para uma lista de espera.
Depois da entrega do último bloco com um total de 1.022 endereços, as entidades que pretendam ter mais endereços em IPv4 terão de provar que não receberam da RIPE endereços IP desta versão 4 nos últimos tempos. Caso aceite, cada um destes pedidos que se encontram em lista de espera só deverá receber um máximo de 256 endereços – mas, por questões técnicas, só 253 destes ficarão disponíveis para uso no dia-a-dia, explica o Ars Technica. Ler + (...)

ERC recomenda separação entre informação e opinião em estudo sobre canais generalistas e CMTV

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social recomendou maior cuidado na separação entre informação e opinião, identificação das fontes, garantia do contraditório e da presunção de inocência, num estudo onde foram analisados os canais generalistas e a CMTV. 
 
A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) “publica esta quarta-feira no seu sítio institucional, uma versão mais contextualiza da síntese, já divulgada no relatório de Regulação 2018, relativa ao cumprimento das obrigações de rigor informativo, isenção e proteção de públicos sensíveis pelos telejornais do horário nobre dos serviços de programas generalistas nacionais de acesso não condicionado livre: RTP1, RTP2, SIC, TVI e do canal não condicionado, com assinatura, a CMTV”, indicou, em comunicado, o regulador. Ler + (...)

Tutela do assédio no arrendamento comprometida





CP “vai precisar de 200 a 250” comboios nos próximos 20 anos

"Queremos repor o índice de regularidade do serviço comercial da CP para 100%", explicitou o presidente da Comboios de Portugal, Nuno Freitas. O comboio deve aparecer "a horas". 

O presidente da CP – Comboios de Portugal, Nuno Freitas, disse que, “sem levar em consideração o aumento da procura exponencial” atual, a empresa vai precisar de “200 a 250 unidades múltiplas para operar”.

“Nos próximos 20 anos, sem levar em consideração o aumento da procura exponencial que estamos a ter agora, a CP vai precisar de 200 a 250 unidades múltiplas para operar”, afirmou o responsável máximo da CP. Ler + (...)

Nova Iorque proíbe venda de todos os aromas em cigarros eletrónicos

A Câmara de Nova Iorque aprovou na terça-feira um projeto de lei que torna ilegal a venda de todos os aromas nos cigarros eletrónicos e a vapor, medida que entrará em vigor em 01 de julho em 2020.

Com esta decisão, Nova Iorque irá converter-se na segunda cidade norte-americana a aprovar uma medida deste tipo, depois de os eleitores de São Francisco terem aprovado uma proposta similar num referendo em 2018, de acordo com os media locais.
"A cidade de Nova Iorque não vai esperar mais para adotar esta proibição", afirmou o presidente do conselho municipal, Corey Johnson, após a aprovação da medida com uma grande margem de 49-2, enquanto no exterior decorriam manifestações a favor e contra.
"Estamos a tomar medidas hoje para dizer à indústria que fique longe dos nossos filhos que estão" a consumir cigarros a vapor "porque estes sabores os atraem", disse o vereador, acrescentando: "Temos de protegê-los dos cigarros eletrónicos com sabor". Ler + (...)

 

De prejuízo em prejuízo, TAP está há uma década em falência técnica

Não é de agora que a TAP dá prejuízos. Na última década, apenas num ano conseguiu apresentar resultados positivos, mas rapidamente derrapou novamente para perdas. E avultadas, embora também num contexto de investimentos. 

Entre 2008 e 2018, a companhia aérea acumulou prejuízos de 822 milhões de euros, já deduzindo os lucros de 21,2 milhões de euros registados em 2017, graças a um reforço das receitas associado à retoma da economia. Após essa recuperação, o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, dizia querer “multiplicar por, pelo menos, sete vezes” os “bons resultados”, mas não é isso que está a acontecer.
A TAP apresentou prejuízos de 118 milhões no ano seguinte, o resultado negativo mais elevado desde 2008. “Foi um ano difícil para a TAP, quer em termos operacionais quer em termos económicos e financeiros”, reconheceu então Miguel Frasquilho, chairman da TAP nomeado pelo Estado. Ler + (...)

Ciberataques aumentam 15% na Black Friday: aviso a consumidores e às plataformas de comércio online

Muitas lojas já arrancaram com a febre louca dos descontos, que chega em força na “sexta-feira negra”, 29 de novembro de 2019. As promoções da Black Friday podem mesmo ser atrativas, mas é preciso redobrar os cuidados, sobretudo na hora de fazer compras online. O aviso é para consumidores, mas também para as plataformas de comércio eletrónico: um estudo da multinacional de cibersegurança Kaspersky revelou que os ciberataques aumentaram 15% em comparação ao ano passado.
De acordo com o estudo da Kaspersky, citado pelo Dinheiro Vivo, houve 15 famílias de malware financeiro a atacar os utilizadores de algumas das marcas mais conhecidas desde o início do ano. Além das famílias Zeus, Betabot e Cridex Gozy (as mais conhecidas), apareceram mais duas, a Anubis e Gustuff. Ler + (...)

12 respostas sobre o IMI que vai pagar em 2020

No sábado termina mais um prazo para o pagamento do Imposto Municipal Sobre Imóveis (IMI)

Será o último do ano para quem tem de cumprir esta obrigação fiscal. Para 2020 são esperadas algumas novidades, por isso a Economia 24 convidou José Pedro de Melo, da Telles advogados.
1- A regras do IMI vão manter-se no próximo ano?
JPM: à partida a maioria das regras mantêm-se embora haja exceções. É importante salientar, no entanto, que ainda aguardamos o Orçamento do Estado para 2020. 
2 - Onde se podem consultar as taxas?
As taxas são definidas pelos municípios. Neste momento pode consultar a informação que existe no Portal das Finanças. E fazer o mesmo em 2020, mas depois das devidas atualizações.
Atualmente situam-se dentro do seguinte intervalo:
•       Entre 0,3% e 0,45% para os prédios urbanos.
Esta taxa pode, nas circunstâncias específicas do nº 18 daquele artigo, ir até 0,5%.
A taxa aplicável aos prédios rústicos é de 0,8%.
Ler + (...)

Ericsson admite atraso no 5G em Portugal, mas está “totalmente” preparada para o lançamento

O líder da Ericsson Portugal, Luís Silva, garantiu que a empresa tem tudo a postos para o lançamento do 5G no país, mas admitiu que o processo está "atrasado" comparativamente com o resto da Europa. 

O presidente da Ericsson Portugal, Luís Silva, assumiu que o país está “atrasado” no lançamento da rede 5G comparativamente com os parceiros europeus, mas garantiu que a empresa está “totalmente” preparada para o arranque da quinta geração de rede de comunicações no país.
“Estamos totalmente preparados para fazer o lançamento”, disse Luís Silva, num encontro com jornalistas em Lisboa. No entanto, o líder da tecnológica mostrou-se desiludido com o ritmo que o processo tem tomado em Portugal: “Gostaríamos que fosse um bocadinho mais rápido”, confessou, esta quarta-feira. Ler + (...)