[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Faltam funcionários, chove nas salas e há «bichos» na comida: as queixas dos alunos em Almada





Greves, manifestações e escolas encerradas. Os protestos na Educação surgem de todo o lado –  em Esposende, Braga, Porto, Maçamá, Mem Martins, Portimão… – sucedem-se as denúncias de falta de condições.


Esta terça-feira, Almada juntou-se ao rol de escolas que pedem a regularização dos problemas, com dezenas de alunos a manifestarem-se frente à Escola Básica 2/3 de Monte da Caparica, reivindicando melhores condições.
Rui Marques, aluno desta escola, desfiou um longo rol de queixas à “SIC”: as salas são frias e nem os aquecedores que alguns professores trazem de casa chegam para resolver a situação, chove lá dentro, as casas-de-banho não têm condições, a água tem ferrugem e, com a chegada do Inverno, teme-se que a escola fique «completamente alagada».
São também frequentes os episódios em que há baratas e outros animais «por todo o lado» nas instalações. «Às vezes, encontramos bichos na comida», disse o jovem.
Ao “Correio da Manhã” foi dito que já foram feitas desbaratizações e obras nas canalizações. Mas, segundo os alunos, o problema persiste.
Exige-se ainda mais auxiliares já que, segundo a “SIC” apurou, existem apenas 14 funcionários para um total de 1800 alunos.

Sem comentários: