[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Cadeia de hambúrgueres inicia movimento empresarial em nome do clima

A emergência climática tornou necessário ir além da neutralidade carbónica e apostar num paradigma económico "climate positive" (positivo para o clima), que, como propõe uma empresa sueca, pode chegar a bens icónicos da sociedade de consumo como os hambúrgueres.

 "Ser positivo para o clima é ter um produto ou um negócio que retira da atmosfera mais carbono do que o que emite. A nossa cadeia começa nos agricultores, passa pela distribuição, pelos combustíveis, embalagens, resíduos, tudo", disse hoje à Lusa o diretor de vendas da cadeia Max Burgers, Kaj Torok, à margem da 25.ª Conferência das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas que decorre em Madrid.

A cadeia sueca, presente também na Dinamarca, Noruega, Polónia e Egito, recebeu na terça-feira o prémio das Nações Unidas para a Ação Climática pelo seu modelo de "menu climaticamente positivo", em que, de acordo com Kaj Torok, cada consumidor tem o direito de saber a pegada ecológica da sua refeição através de informação sobre que alimentos que tiveram menos impacto climático, ou que emitiram menos carbono até chegar à mesa. Ler + (...)

Sem comentários: