[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

63% dos jovens ignora conselhos dos pais sobre Internet. Quatro dicas

Em média, as raparigas passam 3,1 horas online, e os rapazes 3,3, e 87% das vezes fazem-no via smartphone.

Online, levado a cabo por uma equipa da Universidade Nova de Lisboa junto de cerca de dois mil alunos. Dos inquiridos, mais de 60% admite já ter ignorado os conselhos dos pais sobre como agir online.

Por isso, a WIKO, empresa europeia de smartphones, traz-lhe algumas dicas sobre como pode ajudar os mais novos a compreender os riscos do mundo cibernético. Primeiro, deve conhecer os diferentes tipos de perigos que existem online. Se por um lado as crianças e adolescentes podem encontrar conteúdo inapropriado na Internet, como pornografia ou linguagem obscena, existe também por outro a possibilidade de cyberbullying ou assédio cibernético por parte de outras pessoas. Atenção, isto não significa que os seus filhos encontrarão todas estas ameaças – no entanto, deve falar com eles e dar-lhes a entender que as mesmas existem, de forma a providenciar-lhes as ferramentas necessárias para os ajudar a tomar decisões inteligentes online. Como?  Ler + (...)

 

Sem comentários: