[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

“A tecnologia entretém muita criança. Para que é que nos vamos estar a preocupar com regras?”

Aos cinco anos eles já dominam as plataformas tecnológicas como ninguém, mas "ainda tenho pais a dizer que o computador e o telemóvel são para estudar. Isso é um mito”, sentencia Ivone Patrão, psicóloga, especialista em dependências online. 

A tecnologia não nos faz mal à cabeça: entretém, aproxima, mas também pode isolar, ferir. E não é só um problema dos mais novos. Quando falamos de saúde mental a dez anos, temos de mudar o chip e ver a sua promoção como algo tão normal quanto manter uma boa alimentação ou fazer exercício físico. Mente sã, corpo são. 

Ivone Patrão trabalha lado a lado com famílias, sobretudo com crianças e jovens na área das dependências online. Pelo caminho publicou três livros sobre o tema — Dependências online: o poder da tecnologia (2016); Geração cordão: a geração que não desliga (2017) e Intervenção em ciberpsicologia (2019). Quando a desafiámos a pensar a solidão na era das redes sociais, os riscos da exposição constante, os novos ritmos do feedback, a adição, foi clara ao firmar que "a tecnologia é uma coisa boa" para a saúde mental, mas que nos cabe fazer uma "gestão saudável" da mesma. E sim, "ainda estamos a aprender". Ler + (...)

Sem comentários: