[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Associação espera que uso de bicicletas partilhadas seja uma "aposta que não caia em saco roto"

A Associação para a Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBI) considera que o uso de bicicletas partilhadas deve ser uma aposta de futuro em Lisboa, salientando que é “asfixiante” o número de carros que entram na cidade diariamente.

Em declarações à agência Lusa a propósito da iniciativa Lisboa Capital Verde Europeia 2020, que arrancou oficialmente na semana passada, Nuro Carvalho, vogal da associação, observou que o uso de bicicletas partilhadas é uma das tendências mundiais mais marcantes para 2020.
“Estamos a falar de algo em que Lisboa não é pioneira”, referiu, reconhecendo que a cidade “está atrasada uns anos, mas agora está a fazer uma aposta”.
Para Nuro Carvalho, é importante que o uso da bicicleta partilhada seja uma “aposta que não caia em saco roto e continue a ser uma aposta de futuro”.
No seu entender, o fluxo de entrada de automóveis da capital portuguesa deve ser alterado em conjunto com os concelhos vizinhos. Ler + (...)

Sem comentários: