[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 30 de março de 2020

Coronavírus: PPP’s Rodoviárias, Electricidade e Injecções no Novo Banco





Numa altura de catástrofe na saúde pública e economia por causa do coronavírus eis que é de aproveitar o momento para extirpar tumores malignos de injustiça nas finanças públicas do Estado Português. 


Colocando o Interesse e Saúde Públicas no topo das da pirâmide constitucional, sem prejudicar os direitos fundamentais da iniciativa e propriedades privadas e cooperativas. Já abordámos aqui a questão das parcerias público-privadas rodoviárias. Assim foi p.e. em 6/6/14, 25/5/18 e 6/3/20. A extinção das PPP’s Rodoviárias pouparia aos Portugueses qualquer coisa como €12.000 milhões, pois é o próprio Eurostat que avalia em cerca de €6.000 milhões o valor justo das PPP’s e não os actuais cerca de €18.000 milhões contratualizados! 
Ficámos com náuseas assim que lemos no Jornal eco.sapo.pt , de 25/3/20: «Coronavírus obriga Estado a compensar concessionárias», e depois concretiza «A queda no tráfego nas autoestradas nacionais devido ao coronavírus vai obrigar o Estado a compensar as concessionárias e subconcessionárias». Jornal de Notícias, E. Nunes, «Autoestradas desertas vão custar mais 675 mil euros por dia ao Estado». Estes contratos têm uma cláusula que prevê uma compensação por parte do Estado, garantindo a «reposição do equilíbrio financeiro» (negociada com o Estado). Com o coronavírus o tráfego nas autoestradas diminuiu 75%. Ler + (...)

Sem comentários: