[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 20 de março de 2020

Covid-19: Espinho alerta que cerco a Ovar “está sistematicamente a ser furado”

O município de Espinho, contíguo por terra e por mar ao concelho de Ovar, que foi declarado em estado de calamidade pública, alertou hoje que o cerco sanitário imposto ao território vizinho "está sistematicamente a ser furado".

A autarquia anuncia, por isso, a disponibilidade dos militares do Regimento de Engenharia N.º 3, instalado no seu território, para ajudar no processo de controlo de fluxos.
O presidente da Câmara de Espinho, Joaquim Pinto Moreira, diz-se "profundamente preocupado" com as infrações à quarentena geográfica decretada pelo Governo a Ovar, porque "as forças de segurança no terreno não são suficientes e algumas empresas e muitos cidadãos não estão a respeitar as normas de saúde pública impostas", convencendo os agentes a permitirem a sua circulação sob argumentos inválidos, por exemplo, ou atravessando essas duas autarquias do distrito de Aveiro por caminhos secundários não barrados pelas autoridades.
Joaquim Pinto Moreira nota que já ativou em Espinho o Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil para elevar o nível de alerta e reforçar o controlo da cadeia epidemiológica, mas afirma que “têm sido identificados atravessamentos constantes e absolutamente indesejáveis entre Ovar e Espinho, desrespeitando as condições impostas pelo cerco sanitário". Ler + (...)

Sem comentários: