[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 26 de março de 2020

Este medicamento não previne, mas pode reduzir a replicação do vírus

O diretor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) disse hoje que a cloroquina não previne infeções pelo novo coronavírus, mas admitiu que pode ajudar a conter o vírus em doentes com Covid-19.

"O nosso conselho é que as pessoas não utilizem a cloroquina profilaticamente porque não vai funcionar. A cloroquina só vai começar a funcionar a partir do momento em que a pessoa estiver infetada e vai ajudar a diminuir a replicação do vírus ao nível do pulmão", disse Filomeno Fortes.
Em entrevista à agência Lusa, o médico angolano disse ainda que não há qualquer vantagem em começar a tomar este medicamento antimalárico sem prescrição médica e de forma preventiva, e que o mesmo se aplica à hidroxicloroquina, uma droga similar, usada no tratamento de doenças como a artrite reumatoide, o lúpus ou algumas doenças hepáticas.
Filomeno Fortes, que como médico usou cloroquina durante décadas para tratamento da malária, explicou que o medicamento "tem efeitos anti-inflamatórios e analgésicos e ajuda a estabilizar as células do pulmão e isto contribui para a inibição da multiplicação do vírus", disse. Ler + (...)

Sem comentários: