[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Desconfinamento terá de ser "muito progressivo e monitorizado", adverte Ordem dos Médicos

O desconfinamento terá de ser feito de uma forma “muito progressiva e monitorizada”, a par da capacitação de recursos dos cuidados intensivos, alertou hoje o presidente do Colégio da Especialidade de Medicina Intensiva da Ordem dos Médicos.

Artur Paiva defendeu que é fundamental manter a capacitação atual do Serviço Nacional de Saúde (SNS), nomeadamente na área dos cuidados intensivos, para assegurar a resposta a uma fase que se teme “mais complicada” do que a atual.
“A fase que vai seguir-se é uma fase em que tem de se fazer coabitar uma resposta à retoma de uma série de atividades assistenciais e clínicas que estiveram ou paradas ou suspensas ou fortemente diminuídas durante este período”, disse, especificando que haverá “mais cirurgias complicadas, transplantação” e “uma série de procedimentos complicados que, muitas vezes, implicam a permanência em medicina intensiva”.Ler + (...)

Sem comentários: