[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Em tempo de confinamento social espreita o risco da obesidade. Nutricionistas apontam as boas práticas alimentares

O isolamento social tornou-se uma realidade vivida pelos portugueses. Estar em casa pode significar menos atividade física e a procura de alimentos que nos proporcionam conforto. Compras e refeições planeadas, ingestão de alimentos ricos em nutrientes, estão entre as boas práticas apontadas pelos nutricionistas Ada Rocha, Cláudia Viegas e João Lima.

Perto de 1,9 mil milhões de pessoas padecem de obesidade em todo o mundo. Os dados da Organização Mundial da Saúde dizem-nos, também, que as patologias que estão associadas à obesidade são responsáveis por aproximadamente 2,8 milhões de mortes anualmente. Números expressivos que são superiores à mortalidade causada pela desnutrição.
Em tempo de isolamento social, somos forçados a estar em casa, longe dos amigos e das atividades coletivas, aumentando o risco de uma maior inatividade física, bem como a procura por alimentos que nos proporcionem conforto. O facto de permanecermos mais tempo confinados aos nossos lares aumenta a acessibilidade aos alimentos e à cozinha. Ler + (...)

Sem comentários: