[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 23 de abril de 2020

“Negócio do expresso para os consumidores está a explodir”

As restrições provocadas pelo estado de emergência já forçaram os CTT a admitir quebras de rendimentos em três áreas de negócios, e cancelar o plano de pagamento de dividendos, mas há um segmento que está a registar taxas de crescimento muito elevadas, o de entregas expresso aos consumidores, revelou o JE, João Bento, CEO do operador postal.

“Só podemos responder de forma qualitativa, porque somos cotados”, começou por explicar o CEO dos CTT, questionado sobre números concretos da quebra de rendimentos que a empresa admitiu, a 6 de abril, nos negócios do correio, das encomendas business-to-business e dos serviços financeiros.

 “Tivemos no correio uma quebra muito substancial da procura”, adiantou. “No expresso há duas divisões, o B2B e o B2C (business-to-consumer). No B2B, com o retalho fechado, obviamente baixou muito, não há lojas para abastecer. O B2C está a explodir e portanto estamos com níveis crescentes, muito, muito acima do que seria normal”. Ler + (...)

Sem comentários: