[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Maior contágio? Pagar com notas e moedas é "seguro", revela o BdP

Estudo revela que a "degradação do vírus é mais rápida nas notas e moedas de euro do que no aço inoxidável, material usado, por exemplo, nas maçanetas das portas", segundo o Banco de Portugal.

 O Banco de Portugal disse, esta segunda-feira, que pagar com notas e moedas "é seguro", uma vez que a "probabilidade de contágio é muito baixa quando comparada com a de outras superfície", de acordo com um comunicado emitido pelo supervisor. Ainda assim, é recomendada a higienização frequente das mãos. 

"Estão a ser realizadas investigações sobre o SARS-CoV-2 e os resultados preliminares revelam que a respetiva carga viral apresenta um rápido declínio nas primeiras seis horas após deposição em notas e moedas de euro. A degradação do vírus é mais rápida nas notas e moedas de euro do que no aço inoxidável, material usado, por exemplo, nas maçanetas das portas. No caso das notas de euro, a diminuição da carga viral é 10 a 100 vezes mais rápida nas primeiras horas do que no aço inoxidável", revela o BdP.  Ler + (...)

Sem comentários: