[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Novo Banco perto de pedir nova injeção ao Fundo de Resolução

Banco pode recorrer ao dinheiro do mecanismo de capital contingente quando o rácio de capital baixa do 12%. Fechou o primeiro trimestre nos 12,3%. 

 O Novo Banco está a sentir os efeitos da pandemia nas contas. Apresentou prejuízos de 180 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, um resultado que fez mossa nos rácios das instituição, deixando-os perto do limite que lhe permite ativar o mecanismo de capital contingente, revela o Jornal de Negócios (link indisponível).

A 31 de março de 2020, o “rácio provisório CET1 foi de 12,3% e o rácio provisório de solvabilidade total de 13,8%, valores que representam uma redução face aos apurados no final de 2019 devido principalmente à diminuição dos capitais próprios (resultados do período e outro rendimento integral) impactados no período pelos efeitos decorrentes da pandemia Covid-19”, diz o banco. Ler + (...)

Sem comentários: