[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Reformados vão ter IRS corrigido mas sem direito a juros

O Parlamento chegou a consenso para corrigir o IRS cobrado em excessos nas pensões pagas com atraso. No entanto, os pensionistas não terão direito a juros por esse atraso, revela o “Jornal de Negócios”.
De acordo com o jornal, a proposta do PSD para o pagamento de juros não deve ter o apoio necessário para avançar.
O Parlamento, escreve o jornal, vai discutir na especialidade, nos próximos 30 dias, uma proposta do PS, do PSD e do CDS-PP para corrigir o IRS exigido a pensionistas que receberam as suas pensões em atraso. Em causa está a forma como o código do IRS considera os rendimentos de anos passados que são recebidos de uma vez. Ler + (...)

Sem comentários: