[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 8 de julho de 2020

covid-19. “Os casos vão aumentar. O grande desafio é proteger os grupos de risco”

À décima reunião de peritos, a incerteza sobre como vão ser os próximos meses mantém-se. Três especialistas falam ao i da situação atual do país e dizem o que gostavam de ver discutido.

O Infarmed recebe esta quarta-feira a décima reunião técnica sobre a covid-19. Quatro meses depois dos primeiros casos em Portugal e dois meses após o início do desconfinamento, Lisboa mantém-se o principal foco de novas infeções, mas nas últimas semanas houve um ligeiro aumento de casos na região Norte, que nos últimos cálculos tornados públicos pelo INSA tem agora o índice de contágio mais elevado no país. Os internamentos aumentaram em relação ao início do junho, quando atingiram o ponto mais baixo desde o início da epidemia, e estão agora no patamar dos 500, mas atividade não urgente do Serviço Nacional de Saúde mantém-se suspensa ou mais limitada na grande Lisboa. 
Os boletins da DGS têm apresentado nos últimos dias menos informação e ontem tornaram a não ser revelados casos por concelhos e a idade dos novos infetados, mas o Governo tem apontado para um cenário de estabilidade, inclusive na Área Metropolitana de Lisboa. Ontem, questionada pelo i, a DGS não forneceu mais dados sobre a situação nos diferentes concelhos. 
“Os dados da curva epidémica parecem indiciar uma tendência decrescente. No entanto, têm de continuar a ser acompanhados”, indicou. Três especialistas explicaram ao i do que gostavam de ver sair da reunião que decorre à porta fechada e como veem o momento atual do país. Defendem informação clara sobre a situação epidemiológica mas também sobre estratégia para enfrentar a pandemia. Certo é que a covid-19 está para durar e que a epidemia está “no princípio dos princípios”. Ler + (...)

Sem comentários: