[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 18 de agosto de 2020

Automóvel já representa mais de metade do crédito ao consumo

Crédito ao consumo está a recuperar do confinamento provocado pela pandemia, mas muito à custa dos financiamentos para comprar automóveis cada vez mais caros.

Depois de um forte trambolhão, o crédito ao consumo está a recuperar. Deu um salto entre abril e maio, voltando a repetir o feito em junho, num movimento explicado em grande parte pela recuperação dos financiamentos para a compra de veículos, sejam novos ou usados. Os empréstimos com esta finalidade representaram mais de metade de todos os euros concedidos para o consumo no mês que fechou a primeira metade do ano.

De acordo com dados do Banco de Portugal, o crédito ao consumo aumentou cerca de 120 milhões de euros de maio para junho, alcançando os 420,3 milhões de euros em junho, ainda assim menos 26,4% do que há um ano. Este crescimento é explicado essencialmente pelos financiamentos para a aquisição de veículos: 87 dos 120 milhões tiveram esse destino. 

Sem comentários: