[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 4 de agosto de 2020

Empresas que peçam novo apoio extraordinário vão receber menos da Segurança Social

Descontos na Taxa Social Única também serão mais baixos.

As empresas que peçam o novo apoio extraordinário decidido pelo Governo vão receber menos da Segurança Social do que estava inicialmente previsto, uma vez que o novo lay-off reduz o apoio ao pagamento do subsídio de Natal, avança o Jornal de Negócios.
Além disso, também os descontos na Taxa Social Única serão mais baixos. O presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, João Vieira Lopes, não fica surpreendido e afirma que o novo apoio extraordinário é complicado, não está adequado à retoma da economia e que o Executivo só quer cortar nas despesas.
"Todo o processo deste substituto do lay-off simplificado obedece a um objetivo fundamental por parte do Governo: gastar menos dinheiro com as empresas. Portanto, isto não me espanta. Aliás, este processo, conforme dissemos desde o princípio, é extremamente complicado", explicou à TSF João Vieira Lopes. Ler + (...)

Sem comentários: