[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Testar a plataforma ou evitar interromper os outros. As regras de etiqueta para videoconferência de trabalho

O distanciamento social a que continuamos obrigados leva a que tanto a vida social como a profissional se façam, cada vez mais, através das mais variadas ferramentas tecnológicas. A utilização das videoconferências como ferramenta primordial de comunicação sofreu um crescimento exponencial e, como qualquer outro tipo de comunicação, para que seja eficaz, precisa de rituais e regras.

Só no mês de abril a Zoom, uma das plataformas muito utilizada para videoconferências, registou “300 milhões de participantes em reuniões diárias”. Utilizada para o mesmo fim, também a plataforma Google Meet, que nesse mês passou a estar disponível a todos de forma gratuita, registou um aumento de “três milhões de utilizadores todos os dias”. A Microsoft Teams, outra das opções, registou um crescimento de 12 milhões de utilizadores a nível global no mês de março.
Vejamos algumas das vantagens que as videoconferências podem trazer para as empresas: Ler + (...)

Sem comentários: