[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

“É uma tolice continuar a usar gás natural”, diz ministro do Ambiente


Matos Fernandes defendeu o hidrogénio verde como motor da reindustrialização do país. Francisco Ferreira, da Zero, avisou que não se pode "alcatifar" o país com painéis fotovoltaicos. 

 O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, voltou a defender a aposta do Governo no hidrogénio verde como a melhor forma de descarbonizar a indústria nacional e garantiu que num cenário de reindustrialização de Portugal e da Europa “é uma tolice continuar a usar gás natural”.

“Descarbonização e eletrificação não são sinónimos. O gás faz falta para a reindustrialização do país, mas tem forçosamente de ser de origem renovável. É uma tolice continuar a usar gás natural”, disse Matos Fernandes na abertura da conferência “Ação Climática – Desafios Estratégicos”, que decorre esta segunda-feira na Alfândega do Porto e na qual participa António Costa Silva, CEO da petrolífera Partex e consultor do Governo para o Plano de Recuperação Económica, além dos ministros que tutelam as pastas dos principais temas em debate: ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes e o ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos. Ler mais

Sem comentários: