[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Moratórias pesam mais no Novo Banco

Um terço das moratórias dadas pelo Novo Banco, que carrega o maior peso deste mecanismo, corresponde ao segmento empresarial. O mais exposto aos particulares é o BPI.

 Os quase 400 mil clientes que adiaram o pagamento do crédito dividem-se entre os cinco maiores bancos com negócio em Portugal, mas o “peso” destas moratórias é mais expressivo no balanço do Novo Banco, de acordo com o Jornal de Negócios (acesso pago) que cita dados da Associação Portuguesa de Banco (APB).

 No Novo Banco, as 38 mil moratórias — num total de 6,8 mil milhões de euros — correspondem a um quarto (25,4%) do crédito consolidado, com maior exposição no segmento empresarial: um terço do total de moratórias do Novo Banco corresponde a créditos de empresas. Já o banco mais exposto aos particulares é o BPI. Ler + (...)

Sem comentários: