[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Novas regras para facilitar acesso ao subsídio de desemprego ainda não estão a ser aplicadas

A Segurança Social continua a avaliar o acesso ao subsídio de desemprego a quem perdeu o emprego durante o estados de calamidade e de emergência sem as alterações trazidas pelo Orçamento Suplementar, em vigor desde finais de Julho, que vieram facilitar o acesso à prestação, revela o Dinheiro Vivo.
De acordo com o governo, as alterações que irão reduzir o período mínimo de descontos a seis meses nos 24 meses até à perda de postos de trabalho (ou prestação de serviço para independentes com um único empregador) ainda estão em preparação.
A publicação revela que entretanto, mudaram já as regras de avaliação de requisitos no acesso ao rendimento social de inserção (RSI), com os candidatos à prestação a verem os rendimentos correntes e não os dos três meses anteriores ao pedido a servirem de critério para acederem ao benefício destinado a minorar situações de pobreza. Ler + (...)

Sem comentários: